Análise

É altura de entrar na próxima fase de crescimento do e-commerce na Europa

Análise

É altura de entrar na próxima fase de crescimento do e-commerce na Europa


A Europa entrou numa nova era do e-commerce. Significativamente acelerado pela pandemia Covid-19, o crescimento do comércio electrónico nos Bens de Grande Consumo acelerou em praticamente todos os mercados europeus no auge da primeira vaga.

Atualmente, já não se trata de saber se os consumidores vão fazer compras online, mas sim com que frequência o vão fazer, quanto vão gastar, e como vão utilizar estes novos hábitos de compra para complementar ou substituir as suas compras na loja física.


As disparidades observadas em toda a Europa Ocidental evidenciam esta oportunidade

Com uma vasta gama de soluções de e-commerce, banners e backgrounds, a Europa Ocidental apresenta um panorama muito diversificado. Desde pure players a lojas físicas, desde a entrega ao domicílio até à recolha ou drive-thru, os consumidores europeus podem ter experiências de comércio electrónico muito diferentes.

Sem surpresa, a percentagem de lares europeus que compraram produtos de mercearia online nos últimos 12 meses ainda difere por país, com as dimensões das cestas e das despesas a variarem entre mercados. No Reino Unido e em França, a penetração do comércio electrónico foi aproximadamente 48% no final de 2020, enquanto Espanha e Alemanha registaram taxas de penetração ligeiramente superiores a 20%. O potencial para fazer subir estes níveis de penetração para refletir o resto da Europa Ocidental deixa imensas oportunidades de crescimento do e-commerce.

 

Avaliar o impacto do comércio electrónico, tanto online como offline

Examinando o ritmo de crescimento online versus offline, os números falam por si. O crescimento em valor do e-commerce na Alemanha é, no mínimo, 7 vezes superior ao crescimento das lojas físicas – e até 16 vezes superior em Itália.

O comércio electrónico esteve sempre destinado a transformar o retalho, mas não há dúvida de que a Covid-19 acelerou esta tendência. Enquanto os últimos anos expandiram o acesso aos meios digitais e testaram modelos de negócio, 2020 provou tanto a necessidade como a viabilidade do e-commerce. Mas isto é apenas a ponta do iceberg.

De acordo com Jens Ohlig, Director Executivo da NielsenIQ para a Europa Ocidental, o comércio electrónico representou mais de 30 mil milhões de euros só nos cinco grandes países europeus em 2020. “O crescimento dos canais online para os retalhistas que acertam na fórmula é mais do que compensar as taxas de crescimento mais baixas nas lojas”, diz Ohlig. “Como vimos em outras regiões do mundo, apesar de as vendas online estarem a disparar, ainda há espaço para o crescimento – em particular na alimentação. Questões que costumávamos ver como barreiras, como a possibilidade de cada comprador selecionar os seus alimentos frescos, têm-se atenuado desde que a Covid-19 nos empurrou para uma vida mais restrita. Os aspetos que costumavam ser barreiras à entrada já não são tão fortes, e isso tem sido claro na nossa medição do e-commerce”.

 1 NielsenIQ Scantrack/NielsenIQ Homescan/Convert Group/NielsenIQ Directory DE, ES, FR, GB, IT.

Insights sobre o e-commerce na Europa

Obtenha informações sobre como os mercados europeus de e-commerce evoluíram antes e depois do Covid, utilizando a medição mais completa e abrangente.

Preparação para a próxima fase de crescimento do comércio electrónico

À medida que o comércio electrónico amadurece rapidamente na Europa, é agora o momento de nos prepararmos para a próxima fase do crescimento online. Eis algumas formas de os retalhistas e fabricantes se prepararem para o sucesso a curto prazo:

Compreenda as regras do jogo. Utilizando os dados mais granulares disponíveis, é importante compreender como o comércio electrónico se está a desenvolver nos mercados em que se encontra ativo. Descobrir quais as categorias e canais com melhor desempenho, comparar sortido online com sortido offline, e de que forma os preços e táticas promocionais diferem no espaço online em comparação com as lojas físicas.

Compreenda a sua fase de maturidade do comércio electrónico, e como passar para o nível seguinte. À medida que mais retalhistas progridem ao longo do continuum de maturidade do e-commerce, muitos têm encontrado grandes formas de se diferenciarem.

Agilize a sua experiência omnicanal para ganhar tanto online como offline. Os consumidores continuarão a visitar as lojas físicas, mas para gerar mais gasto na sua loja ou trazer novos compradores, é importante entrar na era digital e apostar fortemente numa imagem de confiança ou na relação que foi construída ao longo dos anos. Acrescentar envolvimento experiencial e social nesta estratégia pode ajudá-lo a vencer os retalhistas digitais no seu próprio jogo.

Lute por atenção. As promoções online são seguramente diferentes dos displays nos corredores ou nas caixas. O online permite um melhor direcionamento do shopper, assim como ofertas personalizadas e preços dinâmicos para explorar da melhor forma as oportunidades de venda. Pesquisas mostram que 14,3% dos utilizadores online dão valor à personalização, resultando num aumento de 3,6 vezes o número de produtos apresentados que vão ao encontro das necessidades dos consumidores, e um aumento de 6,6% no tamanho da cesta para os shoppers que se sentem envolvidos. Descubra como uma melhor análise de dados pode levar a uma melhor focalização no que os seus clientes querem e precisam, aumentando tanto as suas vendas como a lealdade.

O frenesim da última milha. A expectativa de conveniência e entrega rápida é cada vez mais acentuada. Já não se trata do que é viável, mas de como satisfazer e alimentar a necessidade destes serviços de entrega. Com a introdução de novos operadores como Gorillas e Instacart, tanto retalhistas como fabricantes devem considerar como satisfazer estas necessidades rapidamente, antes que os seus clientes comprem noutros locais. 

“Este é, sem dúvida, um período entusiasmante para o comércio electrónico na Europa”, diz Ohlig. “É com grande satisfação que ajudamos os retalhistas e fabricantes a navegar nesta próxima fase, a partir de uma compreensão profunda de como este canal se está a desenvolver. Estamos apenas no início da próxima era do comércio electrónico na Europa Ocidental – o momento de tomar decisões críticas com confiança é agora”.

 2 Foodmaestro study on the impact of extended attributes on shopper behavior, 2019-2020 


Metodologia

Painel de Retalho e Painel de Lares da NielsenIQ

Obtenha uma visão granular e completa do e-commerce

Procura uma visão holística do comércio electrónico que lhe permita tomar melhores decisões baseadas em dados? Não procure mais. Descubra como obter informação granular sobre o e-commerce e tome as decisões certas hoje e amanhã.